domingo, 7 de fevereiro de 2016

Para não dizer que não falei das flores

Para não dizer que não falei das flores 
Eduarda Gomes
Capítulo Único - Florir

       O mundo não acabou.
      Eu ainda estou aqui pela metade, ouvindo músicas até tarde e me sentindo um pedaço finito do que já fui um dia. Querendo me tornar água da chuva e me transformar em uma nuvem, mudar a rota do meu dia e cortar o cabelo. Esquecer que te amei um dia e fugir do meu próprio espelho.
       Os dias seguiram.
     Parei de perceber e me lembrar que não me sentia bem. Parei de chorar contra o travesseiro, querendo que tudo explodisse e só sobrasse eu e um espaço não construído. Parei de sentir raiva e saudade de algo inventado e parei de me obrigar a amar algo abstrato.
       E eu continuei aqui.
      Ainda querendo escrever cartas de amor e olhar o sol nascer mesmo que seja para dormir o resto do dia e desperdiçar tudo que sobrou. Mesmo que parte de mim já tenha ficado no meu passado e as flores sejam só feridas não cicatrizadas de algo que nunca deveria ter acontecido. E só aconteceu porque eu fui incapaz de evitar.
       Mas ainda há amor.
       Porque de tudo que acabou – murchou, despedaçou – eu fui à única coisa que ficou.
       E já aprendi a ser feliz só por mim.


--
Postado no SocialSpirit 

0 comentários:

Postar um comentário